Usar celular a bordo do avião é realmente perigoso?

Se você for tem uma viagem marcada ou pensa em viajar em um futuro próximo e quer levar seu celular e não sabe o porque das companhias aéreas pegarem tanto no pé sobre o aparelho estar ligado no voo sem estar no modo 3g ou, no caso do Galaxy Note 7 - por conter a bateria de íon de lítio (Li-ion) - que é proibido por causa de explosões devido a bateria ( houve casos do aparelho queimar e isso pode interferir no comando de bordo e na aeronave, assim, atrapalhando o manuseamento do piloto. Apesar de ser uma coisa que é inofensiva, todo cuidado sempre é pouco.)

 O  que se sabe de concreto é que os novos smartphones da Samsung que podiam se incendiar por conta de uma falha de projeto da empresa fez reforçar esse temor das empresas áereas quanto a isso e alertar aos passageiros que o celular não é tão confiável e pode sim, colocar vidas em risco.

 Isso ocorre decorrente da combustão espontânea dos equipamentos eletrônicos, que acarreta perigo e deixam a segurança dos aparelhos dentro do voo.

Celulares são ferramentas usadas como armamento terrorista

 Depois do 11 de Setembro, a luta contra o terrorismo, está sendo cada vez mais intensa em todos os lugares. Mas o que o celular tem a ver?  O uso de equipamentos eletrônicos pessoais, deixou a relação entre aviões e telefones celulares extremamente complicada. Por este motivo, em  2014, a TSA, agência americana de segurança nos transportes, formada em 2001 em resposta aos ataques de 11 de Setembro, determinou uma nova regra para o uso de equipamentos eletrônicos pessoais em voos: se você estiver viajando de um outro país para os Estados Unidos, seus equipamentos precisam ter bateria suficiente para serem ligados caso requisitado por um agente de segurança. E ai que está o perigo, muitos terroristas abusam dos celulares retirando a bateria do equipamento por bombas e deste modo, eles explodem o avião em questões de segundos. 

 Há razão para tanta preocupação? Sim, pois se trocadas as baterias por bombas elas podem passar passar facilmente sem serem detectadas nas de raio-X ou detectores de metais. Por isso, em voos nacionais e internacionais as pessoas estão alertando sobre o uso de aparelhos celulares e ficando mais atentos em tudo que está sendo levado a bordo por cada pessoa.

 Um alerta da TSA sugere que os viajantes tenham os carregadores de bateria à mão na hora do embarque para evitar possiveis transtornos.

 Graças a Deus até hoje não houve nenhum incidente a bordo de uma aeronave envolvendo uma bomba escondida dentro de um celular. Mas, em questão de segurança é preciso pensar em tudo.

Porque tem que colocar o celular em modo avião?

 Se não ser colocado o aparelho em modo avião ou desligado pode dar interferencias na mesa de comando do avião, porque os celulares emitem ondas de rádio, eles podem potencialmente interferir com os equipamentos de comunicação do avião, como os sistemas contra colisão e os radares. Já houve histórias veridicas de que a interferência pode ser ouvida nos fones de ouvido dos pilotos.

 Por isso, faça o que a tripulação pede, ela e o piloto só querem o bem de todos. Porém muitas pessoas esquecem de mudar para o modo avião. De acordo com uma pesquisa feita em 2013 nos Estados Unidos, quatro em cada dez passageiros admitiam que não colocam sempre seus telefones em modo avião durante os voos.

 Segundo a Nasa, a agência espacial americana, fez uma compilação de incidentes relacionados a equipamentos eletrônicos pessoais que teriam acontecido em voos. Na lista, atualizada pela última vez em janeiro, pelo menos cinco incidentes foram relacionados a sinais emitidos de celulares.

 Entretanto, não existe registro de nenhum caso de acidente aéreo grave provocado por um celular deixado fora do modo avião. Mesmo assim as autoridades preferem errar por excesso de precaução do que pela falta.

04/01/2017 às 12:00 Tecnologia Nenhum comentário
Alyne Cervo

Sou jornalista apaixonada pela minha profissão. Gosto muito de ler, principalmente os livros dos autores Augusto Cury e Roberto Shinyashiki.

COMENTAR O POST





Pesquisar por:

Modo de Exibição

  Estendido   Compacto

Alyne Cervo

Alyne Cervo

Desde pequena tinha o sonho de ser jornalista. Sempre fui muito falante, curiosa e gostava de me manter informada. Quando pude optar qual a profissão que iria seguir, o jornalismo foi a minha opção. Agora tenho o compromisso de informar vocês.

Publicidade

Redes Sociais