Setembro Verde: porque é importante abraçar essa causa?

 Oi galerinha, 
 Você deve estar se perguntando: mas como eu posso ser útil nesta causa? 
 Hoje as pessoas estão cada dia menos solidárias e muitas vezes um familiar falece e, mesmo sabendo da vontade do seu ente de doar órgãos no fim de sua jornada, o responsável pela liberação, muitas vezes não prossegue com a seu desejo. Assim, não autorizando a doação de órgãos. 

 Sabemos que é uma decisão difícil essa, porem temos que ter em mente que muitas vidas vão ser salvas nessa ação e que podemos ajudar muitas pessoa que estão nas filas em busca de um coração, uma córnea, enfim, algum órgão que estiver em bom estado e puder contribuir com as pessoas que estão aflitas por essa espera pela sobrevivência. Lutando dia após dia para viver! 

  O objetivo do Setembro Verde é realizar em todo país, durante este mês, debates sobre a doação e o transplante de órgãos. Para conscientizar a população da importância que tem a doação de órgãos.

 Como posso me tornar doador?

 
Basta apenas comunicar sua família. A doação só acontece com autorização dos parentes mais próximos. Portanto, é muito importante que você converse com seus familiares e deixe claro o desejo de se tornar doador após a morte.

 Convença os mais próximos a fazer seu último desejo

 
Mesmo que você tenha a vontade de doar órgãos e avise seus familiares desse desejo. Após a morte a decisão de doar fica com a família que muitas vezes não fazem cumprir a sua vontade. Ainda hoje a negativa familiar é o principal motivo para a não doação. Com isso, essa campanha tem por finalidade incentivar o cidadão a declarar para seus familiares e amigos a intenção de ser um doador.

Podem ser doados rins, coração, pulmões, fígado, pâncreas e também tecidos, como ossos, tendões, pele, córneas e valvas cardíacas. Ou seja, um único doador pode salvar até dez vidas. Faça a sua parte e abrace essa causa! 
 

12/09/2017 às 21:00 Saúde Nenhum comentário
Alyne Cervo

Sou jornalista apaixonada pela minha profissão. Gosto muito de ler, principalmente os livros dos autores Augusto Cury e Roberto Shinyashiki.

COMENTAR O POST





Pesquisar por:

Modo de Exibição

  Estendido   Compacto

Alyne Cervo

Alyne Cervo

Desde pequena tinha o sonho de ser jornalista. Sempre fui muito falante, curiosa e gostava de me manter informada. Quando pude optar qual a profissão que iria seguir, o jornalismo foi a minha opção. Agora tenho o compromisso de informar vocês.

Publicidade

Redes Sociais