Intercâmbio: Pra onde ir?

 Pessoal, tudo bem?
 Bom, eu falei no post anterior que viajei e cheguei há poucos dias, mas já estou morrendo de vontade de viajar de novo. O motivo? Primeiro que viajar é delicioso e segundo que uma amiga linda me mandou uma matéria super demais sobre intercâmbio que me fez refletir sobre novas experiências que eu quero muito dividir com vocês. Segue abaixo um dos motivos para escolher a Suiça para morar por alguns meses na matéria de uma grande amiga e jornalista, Eliane Honorato.

 Suiça: acesso aos melhores sistemas educacionais do mundo e uma escolha ideal para intercâmbio

 A vivência internacional e com diferentes culturas é um aprendizado que proporciona maturidade, independência, contato com a peculiaridade do país escolhido, aprimoramento de outro idioma, novas amizades, entre outras experiências enriquecedoras.

 A Suíça é uma das melhores opções para quem deseja conhecer um país com alta qualidade de vida. Entre suas maravilhas incluem muitas montanhas a transformando em um lugar lindo para explorar a natureza. Localizada na Europa Central, a Suíça faz fronteira com a Alemanha ao norte, França a Oeste, Itália ao Sul e Áustria a Leste.

 Possui o meio de transporte mais eficaz e seguro do mundo, sendo exemplo de alto investimento em tecnologia. Na exportação, é famosa por produzir e distribuir os deliciosos chocolates e queijos. O país centraliza sua potência econômica principalmente na cidade de Zurique e Genebra. 

 Com um pouco mais de 8 milhões de habitantes, é composta por 26 Estados chamados de cantões e sua capital é Berna. Mesmo sendo um país pequeno, a Suíça possui 4 idiomas oficiais: alemão, francês, italiano e romanche. 

 O sistema de ensino suíço está entre os melhores do mundo. O país oferece várias universidades e centros tecnológicos. Uma excelente opção para quem deseja ampliar seu conhecimento e adquirir novas experiências com os melhores métodos de ensino. 

 O Colégio Surval Montreux, localizado em um ambiente com vista espetacular da natureza, é exclusivo para meninas de 13 a 19 anos. Vindas de vários países, elas recebem, além do programa de ensino convencional, aulas de culinária, passeios turísticos, festividades internas elaboradas por elas, praticam esportes no gelo, programas de verão, aprendem condutas éticas que as transformam em cidadãs melhores na sociedade, recebem aula de etiqueta, contato com outras culturas e desenvolvem habilidades como empreendedorismo gerando aptidões de liderança. 

Paisagem ao redor do Colégio Surval Montreux

 A embaixadora brasileira e ex-aluna do Colégio Surval Montreux, Silvia Neser, explica o valor que o intercâmbio agregou para ela, uma aprendizagem enriquecedora que faz a diferença até os dias de hoje. “A experiência de ter ficado 1 ano nessa escola realmente abriu os meus horizontes. Foi assim que dei início aos meus estudos na Alemanha. E, por uma questão de família e cultura, eu nunca me desvinculei da escola e do país onde ela se localiza e, assim sendo, as relações foram ficando cada vez mais fortes e, por isso, a escola me convidou para ser embaixadora dela aqui no Brasil”, explica.

 
 Embaixadora Silvia Neser
 
 Hoje, Silvia Neser é responsável por auxiliar estudantes brasileiras que desejam realizar intercâmbio na escola orientando no processo burocrático e auxiliando com as futuras experiências que terão no Brasil até a chegada na Suíça, rumo ao Colégio Surval Montreux.“Atualmente colaboro com o corpo docente relacionado ao programa Liberal Arts além de, no Brasil me dedicar ao apoio e aconselhamento total no preparo para a estada fora do Brasil”, relata. 
 


Colégio Surval Montreux Silvia e Álvaro que foi motorista do ônibus no colégio há 30 anos atrás e trabalha até hoje na escola Uma das partes do Colégio Surval Montreux

31/01/2018 às 14:00 Dica Nenhum comentário
Eliane Honorato

Não há uma descrição sobre esse autor.

COMENTAR O POST





Pesquisar por:

Modo de Exibição

  Estendido   Compacto

Alyne Cervo

Alyne Cervo

Desde pequena tinha o sonho de ser jornalista. Sempre fui muito falante, curiosa e gostava de me manter informada. Quando pude optar qual a profissão que iria seguir, o jornalismo foi a minha opção. Agora tenho o compromisso de informar vocês.

Publicidade

Redes Sociais